Feeds:
Artigos
Comentários

“Sou adolescente e agora?” foi o tema dinamizado pela psicóloga Filomena Abreu nas turmas de 6º ano. Estas sessões, inseridas no âmbito da Educação Sexual, foram do agrado dos jovens, decorrendo de forma bastante dinâmica e interativa.  De uma forma lúdica, criou-se um espaço de reflexão e de identificação de comportamentos próprios da adolescência. A adolescência é uma fase da vida muito particular que é vivida, por quase toda a gente, de maneira diferente! A experiência esteve orientada pela seguinte questão: Sou adolescente, e agora? que possibilitou um espaço para a discussão sobre o ser adolescente a partir de questionamentos iniciais, desencadeadores da proposta: o que é a adolescência? A partir da questão apresentada, pretendia-se abordar a adolescência não restrita a dimensão biológica do corpo adolescente, mas no encontro com as subjetividades que constituem a forma como os alunos se percebem e vivenciam suas adolescências.

 

Anúncios

 Sessões sobre o “HPV”-Vírus do Papiloma Humano” para todas as turmas do 8º ano, dinamizadas pelos médicos Rita Rebelo, Sara Leite e Fernandes Marco da UCSP Santa Marta e pelo Sr. enfermeiro Humberto Domingues da UCC de Viana do Castelo.

 

 

Heróis da Fruta é um projeto escolar da APCOI – Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil

acede ao link: Herois da fruta – Escola do Carmo

vê o vídeo e dá um “gosto”.

O Projeto da Educação para a Saúde (PES) no Ensino Secundário, tem vindo a ser implementado numa perspetiva interdisciplinar e numa lógica de transversalidade adequada aos diferentes níveis etários e integrando o Plano de Atividades de cada turma. Promovem-se atividades, sensibilizando as Coordenadoras dos Diretores de Turma, os Diretores de turma e docentes à participação efetiva das turmas, assim como à dinamização de outras atividades promovidas pela iniciativa dos conselhos de turma, num total de doze tempos letivos anuais. Partindo sempre da prevenção, sensibilização, informação e formação, adquirem-se novos conhecimentos, aprofundaram -se outros e contribuiu-se para o alargamento da literacia em saúde dos nossos jovens cidadãos.
A implementação do projeto consta da realização de sessões sobre:

Cuidados paliativos (Equipa dos cuidados paliativos da ULSAM) – a escola participou!

Cicely Saunders – Fundadora do movimento hospice, enfatizando a importância dos cuidados paliativos na medicina moderna.

cicely-saunders-2

“Ao cuidar de você no momento final da vida, quero que você sinta que me importo pelo facto de você ser você, que me importo até o último momento de sua vida e faremos tudo o que estiver ao nosso alcance, não somente para ajudá-lo a morrer em paz, mas também para você viver até o dia de sua morte.”

“O sofrimento humano só é intolerável quando ninguém cuida”.”
Cicely Saunders

Sessões de Prevenção da violência, bullying, ilicitudes, Conflitos entre pares; Utilização segura da internet dinamizadas pela PSP Escola Segura;

IMG_5087 (1)

Sessões dessensibilização sobre Prevenção do cancro da mama e sobre Planeamento familiar dinamizadas pelo Dr. Humberto Faria do IPD.

Sensibilização

28058473_1697881450300406_6030715745015112078_n1-e1530053423501[1]

Sessões sobre Comportamentos aditivos e dependências dinamizadas pela Dr.ª Paula Brites e enfermeiro Hélder São João –( CRI);

20190208_102957 (1)

Sessões sobre Infeções sexualmente transmissíveis dinamizadas pelo sr. Enfermeiro Humberto Domingues da Unidade de Cuidados na Comunidade – Saúde escolar;

 

Sessões sobre Descobrir para decidir e A importância do sono para o sucesso escolar, dinamizadas pelo Dr. Manuel Rosas (Psicólogo da CMVC);

52918117_294500804558840_2030995304479719424_n (2)

Técnicas de relaxamento dinamizada pela Dr.ª Glória Torres;

IMG_20190213_113412 (1) (1)

 

 

No dia 30 de janeiro, os alunos dos 3º e 4º anos assistiram a uma sessão de esclarecimento sobre o tema “Controla as tuas Emoções“ orientada pela psicóloga Drª Diana Sousa. Esta atividade foi promovida pela equipa da Saúde ( PES).
Os alunos durante a sessão mostraram-se bastante recetivos, atentos e participativos. Foi uma atividade bastante enriquecedora na medida em que contribuiu para que os alunos aprendessem a gerir as suas emoções.

pessoas

Decorreram, durante o 2º período, palestras – debate sobre Sexualidade e Género apresentadas pelas Psicólogas Carina Parente e Claúdia Torres do GAF, iniciativa, que abrangeu todos os alunos do 8º ano.
Através da visualização de pequenos filmes, os alunos debateram sobre o tratamento que a sociedade impõe aos dois sexos de modo a valorizarem as escolhas e as capacidades pessoais, sem as limitações estabelecidas pelos papéis de género tradicionalmente impostos, propondo mais um contributo na desconstrução de estereótipos e construções sociais/culturais sobre identidades de género, diversidades nas sexualidades, alertando para a igualdade de direitos de todas as pessoas, no assumir das suas identidades e orientações sexuais de grupos minoritários discriminados pela designada “normalidade”, respeitando e aceitando incondicionalmente as opções individuais na esfera privada/ íntima e pública.
Numa conversa franca e informal, as psicólogas abordaram a temática e responderam às questões, por vezes, muito pertinentes dos alunos.

Foram dinamizadas sessões de sensibilização sobre (Des)Igualdade de Género pelas psicólogas Ândrea Pereira, Lúcia Gonçalves e Joana Garfejo do GAF a todos os alunos do 9º ano com o objetivo de trabalhar os jovens na sensibilização e empoderamento para a igualdade e não discriminação, promovendo a desconstrução de estereótipos e de preconceitos sociais, o exercício de cidadania e a construção de uma cultura de paz e não-violência.
Através da visualização de pequenos filmes, as psicólogas procuraram levar os alunos a refletirem sobre esta temática, mostrando como as experiências do quotidiano são diferentes consoante a sociedade nos vê como rapazes ou raparigas. A Igualdade de Género significa que os diferentes comportamentos, aspirações e necessidades de mulheres e homens são considerados, valorizados e favorecidos igualmente. Isso não significa que as mulheres e os homens tenham de se tornar iguais, mas que os seus direitos, responsabilidades e oportunidades não dependerão de terem nascido masculino ou feminino.
Nestas sessões foram utilizadas metodologias ativas, que estimularam o interesse e a participação dos alunos e potenciaram a reflexão/discussão dos conteúdos abordados.

 

igualdade de genero