Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Outubro, 2016

 

A vacinação permite salvar mais vidas e prevenir mais casos de doença do que qualquer tratamento médico.

Se tem mais de 65 anos, se está grávida, ou, a partir dos 6 meses de idade, se pertence a um grupo de risco (como pessoas com doenças crónicas dos pulmões, do coração, dos rins ou do fígado, diabéticos ou portadores de outras doenças que diminuam a resistência às infeções) não se esqueça de se vacinar.

Também os profissionais de saúde que lidam diretamente com doentes devem fazer a vacinação.
Para muitos a vacina será distribuída gratuitamente nos centros de saúde mas para todos está também disponível nas farmácias.

E já agora, não se esqueça de verificar o seu programa de vacinação e atualizar, se for necessário.

O Programa Nacional de Vacinação é um elemento fundamental da defesa da saúde das populações.
Em Portugal, inclui recomendações para 12 vacinas distribuídas ao longo da vida, sobretudo na infância.

 

vacina-te

Consulta o site:consulta o site

Anúncios

Read Full Post »

 

Os objetivos deste ano Internacional das Leguminosas Secas são os seguintes:

  • Sensibilizar para a importância das leguminosas secas na produção alimentar sustentável, alimentação saudável e na contribuição para a segurança alimentar e nutricional;
  • Promover a importância e utilização das leguminosas secas em todo o sistema alimentar, bem como os seus benefícios na fertilização dos solos, para as alterações climáticas e no combate à malnutrição;
  • Promover parcerias em toda a cadeia alimentar para aumentar a produção mundial de leguminosas secas; promover a melhoria da investigação; incentivar uma utilização mais eficaz das leguminosas secas na rotação de culturas e, abordar os desafios do comércio das leguminosas secas.

 

O que são leguminosas secas e porque são importantes?

As leguminosas secas são um tipo de culturas produzidas unicamente para obter a semente seca, excluindo assim as colhidas verdes, que são classificados como culturas hortícolas, assim como as culturas utilizadas e para a extração de óleo e as leguminosas que são usadas exclusivamente para fins de sementeira (com base na definição de “leguminosas secas e produtos derivados” da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura).

As lentilhas, feijões, ervilhas e grão-de-bico são tipos de leguminosas secas fundamentais nas dietas grande parte da população mundial mais comuns. As leguminosas secas são uma fonte vital de proteína de origem vegetal e aminoácidos e devem ser ingeridas como parte integrante de uma alimentação saudável de modo a combater a obesidade, bem como prevenir e monitorizar o desenvolvimento de doenças crónicas como a diabetes, doenças cardiovasculares e cancro; são também uma fonte proteica para os animais.

Por outro lado, as leguminosas tem a capacidade de fixar o azoto, o que melhora a fertilidade do solo e tem um impacto positivo no ambiente.

as_leguminosas_contribuem_para_a_seguranca_alimentar

beneficios_das_leguminosas_para_a_saude

beneficios_nutricionais_das_leguminosas

para obter mais informações consulta o site:

Read Full Post »

O Dia Mundial da Alimentação é celebrado todos os anos no dia 16 de Outubro.

Os objetivos principais deste dia passam por conseguir consciencializar a sociedade sobre a situação complicada que vivem as pessoas que passam fome e estão desnutridas, promover a participação da população na luta contra a fome e também alertar, sensibilizar e instruir nas pessoas hábitos de alimentação saudável.

No seguimento destes pressupostos, no passado dia 14 de Outubro a equipa de Promoção e Educação para a Saúde (PES) do Agrupamento de Escolas de Santa Maria Maior dinamizou, com a colaboração de entidades privadas e empresas, que cederam bens alimentares, a atividade “Pequeno-almoço a gosto, um sorriso no rosto”, oferta do pequeno-almoço a todos os alunos do ensino básico. Foram ainda dinamizadas outras atividades no âmbito da alimentação saudável para os alunos do 1º ciclo.

O Dia correu bem! “Pequeno-almoço a gosto, um sorriso no rosto” foi, mais uma vez, um sucesso! Obrigada a todos aqueles (docentes, técnicos de ação educativa, amigos, entidades e empresas) que ajudaram esta equipa da Promoção e Educação para a Saúde a concretizar a atividade e a tornar o Dia da Mundial da Alimentação um marco na nossa escola.

Está aberto o concurso “Palavras de Comer” para todos os alunos do ensino básico. Entrega o teu trabalho até ao dia 7 de novembro na Biblioteca.

cartaz-final-palavras-de-comer

Podes consultar aqui o regulamento:

regulamento-concurso-palavras-de-comer2016-17

Read Full Post »

principais-perigos-proporcionados-pela-internet-para-criancas-e-adolescentes

Todos os teus amigos estão nas redes sociais e tu não queres ficar atrás. Mais que isso, não queres estar off. Mas também não queres que alguém chegue ao teu perfil e te roube a conta, a password e se apodere do teu perfil e das tuas informações.

Esse é um dos riscos mais temidos e mais frequentes, segundo Carlos Cabreiro, coordenador de investigação criminal da Secção de Crime Informático da Polícia Judiciária de Lisboa. “Crimes relacionados com a internet estão associados à devassa da vida privada dos jovens, à difamação.

4-pensar_antes_de_publicar

Pensa antes de publicares

Nas redes sociais, tem muito a ver com o furto de identidades e com a quebra de perfis”, sublinha. Mas há outros perigos associados às redes sociais e à internet.

Este são os primeiros episódios da Websérie “Net com Consciência” desenvolvido pelo Centro Internet Segura que podes visionar:

– Dependência Online:

Net com Consciência] Ep.01 – Dependência Online

[Net com Consciência] Ep.02 – Cyberbullying

[Net com Consciência] Ep.03 – Reputação Online

[Net com Consciência] Ep.04 – Sexting

[Net com Consciência] Ep.05 – Discurso de Ódio

[Net com Consciência] Ep.06 – Roubo de Identidade

[Net com Consciência] Ep.07 – Dating

[Net com Consciência] Ep.08 – Pegada Digital

[Net com Consciência] Ep.09 – O Papel dos Pais

A importância da comunicação entre pais e filhos.

Quiz Internet Segura

Em parceria com a Comissão Nacional da Unesco, a Direção-Geral da Educação, a Fundação para a ciência e a Tecnologia, a Fundação PT e a Secretaria Geral da Presidência de Conselho de Ministros, a Rede de Bibliotecas Escolares lançou a 5ª Edição do concurso “7 dias, 7 dicas sobre os Media”.

Nesta nova edição, serão admitidas duas tipologias de trabalhos: 1) 7 Dicas; 2) Narrativa;

Os trabalhos selecionados pelas escolas para apresentação ao concurso devem ser enviados até ao dia 17 de março de 2017 para 7dicas@mail-rbe.org.

Para mais informações: http://www.rbe.min-edu.pt/np4/1812.html

Ofício do concurso: http://www.rbe.min-edu.pt/np4/np4/…

Regulamento do concurso: http://www.rbe.min-edu.pt/np4/np4/…

Para qualquer esclarecimento adicional ao Regulamento envie um email para 7dicas@mail-rbe.org.

 

 

 

Read Full Post »

perigos_net

O fenómeno da Internet é, sem dúvida, algo de muito positivo, uma vez que nos abre as portas da informação global, de uma forma que não sonharíamos há alguns anos atrás. Hoje em dia temos acesso a notícias praticamente em tempo real, o mesmo acontece com conversas on-line, seja através somente de textos como também com o auxílio da webcam. Na internet temos acesso a praticamente tudo: informação imediata, cultura, entretenimento diversificado, conteúdos destinados ao público adulto, enfim, inúmeros segmentos. E, quando uma porta como esta se abre, é natural que algumas coisas negativas por ela entrem. E se algumas delas não terão uma importância por aí além, outras requerem alguns cuidados por parte de pais e educadores.

O que os pais podem fazer para proteger os seus filhos?

Como orientar o uso da internet pelas crianças?

Mais do que nunca o diálogo e a confiança entre pais e filhos continua  a ser a melhor arma contra possíveis enganos e erros na utilização da internet.

Quando eles são pequenos é desejável fazer a sua supervisão, limitando o acesso à internet na sala onde os pais se encontram, e não no quarto da criança, onde ela está sozinha. Também poderá ser conveniente, nestas idades mais jovens, instalar softwares de filtragem e monitorização no computador, de forma a saber que websites foram consultados, etc. No entanto, quando os filhos são já adolescentes, esta forma de supervisão é contraproducente, porque eles geralmente sabem melhor que os pais “dar a volta” aos softwares, e porque o acesso pode ser feito em locais e em aparelhos não controláveis pelos pais!

Assim, a única forma de proteger os filhos é ensiná-los a protegerem-se sozinhos! A verdade é que esta é a única solução para todos os riscos da adolescência: mais do que supervisionar obsessivamente os filhos, aprisionando-os num ambiente protegido, é importante conseguir ensiná-los a reconhecerem as situações de risco, e treiná-los para responderem adequadamente a tais situações.

Recomenda-se aos pais que comecem por conversar abertamente com os seus filhos, alertando-os sobre o lado negativo da Internet e aconselhando-os a evitar os seus perigos. Orientar é sem dúvida melhor que proibir.

ALGUMAS REGRAS QUE OS PAIS DEVEM ACONSELHAR

  • Nunca digas as tuas passwords a ninguém.
  • Nunca dês informações sobre ti, de forma a poderes ser identificado (nome, telefone, morada, foto).
  • Não abras e-mails de quem não conheças (pode conter um vírus!).
  • Evita o envolvimento em discussões desagradáveis.
  • Abandona os “chats” se alguém for rude ou desagradável contigo.
  • Nunca deves ter encontros com “amigos” feitos online, sem a presença de um adulto, de preferência os teus pais. (Na realidade não sabes quem esses amigos são).
  • Comporta-te sempre de forma educada.
  • Pede ajuda aos teus pais e/ou aos professores quando tiveres algum problema.

 

Read Full Post »

Luiza Fletcher • 8 de junho de 2016

A infância tem seu próprio ritmo, sua própria maneira de sentir, ver e pensar. Poucas pretensões podem ser tão erradas como tentar substituí-la pela forma como nos sentimos, vemos ou pensamos, porque as crianças nunca serão cópias de seus pais. Crianças são filhas do mundo e são feitas de sonhos, esperanças e ilusões que se acumulam em suas mentes livres e privilegiadas.

Há alguns meses saiu uma notícia que nos desconcerta e nos convida a refletir. No Reino Unido, muitas famílias preparam suas crianças de 5 anos para que aos 6 possam fazer um teste, que lhes permite ter acesso às melhores escolas. Um suposto “futuro promissor” causa a perda da infância.

“De que adianta uma criança saber os nomes das luas de Saturno, se não sabem como lidar com a sua tristeza ou raiva? Eduquemos crianças sábias nas emoções, crianças cheias de sonhos, e não de medos.”

Hoje em dia, muitos pais continuam com a ideia de “acelerar” as habilidades de seus filhos, de estimulá-los cognitivamente, colocá-los para dormir ao som de Mozart enquanto ainda estão no útero. Pode ser que essa necessidade de criar filhos aptos para o mundo esteja educando filhos aptos apenas para si mesmos. Criaturas que com apenas 5 ou 6 anos sofrem o stress de um adulto.

trate-seus-filhos-com2

Nossos filhos e a competitividade do entorno

Todos sabemos que nessas sociedades em mudança e competitivas são necessárias pessoas capazes de se adaptarem a estas exigências. Também não temos dúvidas de que crianças britânicas que conseguem entrar nas melhores escolas, conseguirão amanhã um bom trabalho. No entanto, também é necessário perguntar …

Terá valido a pena todo o custo emocional? O perder a infância? O seguir as orientações de seus pais desde os 5 anos?

As crianças são feitas de sonhos e devem ser tratadas com cuidado. Se as dermos obrigações de adultos enquanto ainda são apenas as crianças, arrancamos suas asas, fazendo-as perderem a sua infância.

trate-seus-filhos-com3

Respeitar o tempo, afeto e sonhos da criança

“A nossa obrigação mais importante é dar às crianças um “raio de luz”, para depois seguirmos o nosso caminho.” – Maria Montessori

A curiosidade é a maior motivação do cérebro de uma criança, por conseguinte, é conveniente que os pais e educadores sejam facilitadores de aprendizagem, e não agentes de pressão. Vejamos agora abordagens interessantes de parentalidade respeitosa com os ciclos naturais da criança e suas necessidades.

trate-seus-filhos-com4

Slow Parenting

O “Slow Parenting” (pais sem pressa) é um verdadeiro reflexo dessa corrente social e filosófica que convida-nos a desacelerarmos, a sermos mais conscientes do que nos rodeia. Portanto, no que se refere a criança, se promove um modelo mais simplificado, de paciência, com respeito aos ritmos da criança em cada fase de desenvolvimento.

Os eixos básicos que definem o Slow Parenting seriam:

  • A necessidade básica de uma criança é brincar e descobrir o mundo;
  • Nós não somos “amigos” de nossos filhos, somos suas mães e pais. Nosso dever é amá-los, orientá-los, ser seu exemplo e facilitar a maturidade sem pressão;
  • Lembre-se sempre de que “menos é mais”. Que a criatividade é a arma dos filhos, um lápis, papel e um campo têm mais poder do que um telefone ou um computador;
  • Compartilhe tempo com seus filhos em espaços tranquilos.
  •  trate-seus-filhos-com5-e1465415976397
  • Embora o mais conhecido desta abordagem seja o uso de reforço positivo sobre a punição, este estilo educativo inclui muitas outras dimensões que valem a pena conhecer.
    • Devemos educar sem gritar.
    • O uso de recompensas nem sempre é apropriado: corremos o risco de nossos filhos se acostumarem a esperar sempre recompensas, sem entenderem os benefícios intrínsecos do esforço, realização pessoal.
    • Dizer “não” e estabelecer limites não vai gerar nenhum trauma, é necessário.
    • O forte uso da comunicação, escuta e paciência. Uma criança que se sente cuidada e valorizada é alguém que se sente livre para manter os sonhos da infância e moldá-los até a idade adulta.

    Respeitemos sua infância, respeitemos essa etapa que oferece raízes às suas esperanças e asas às suas expectativas.

    Traduzido pela equipe de O Segredo  Fonte: La Mente es Maravillosa

Read Full Post »