Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Janeiro, 2016

Este slideshow necessita de JavaScript.

Durante os dias 26 e 27 de janeiro, foram dinamizadas sessões de sensibilização e formação teórico-prática sobre o algoritmo do Suporte Básico de Vida para cada uma das turmas do 9º ano pelo enfermeiro Humberto Domingues da UCC – Unidade de Cuidados na Comunidade de Viana do Castelo (saúde escolar) e pelo enfermeiro Ricardo Peixoto, a pedido dos docentes de Ciências Naturais da Escola EB2,3 da escola Frei Bartolomeu dos Mártires e da equipa de Promoção e Educação para a Saúde (PES) deste agrupamento.

Os objetivos propostos foram plenamente atingidos. As sessões tiveram a participação empenhada dos alunos e foram vistas por estes como “muito interessantes e úteis”, proporcionando-lhes uma experiência de grande importância pedagógica. Capacitar os estudantes, para uma intervenção cívica, enquanto agentes promotores de saúde, prevenindo a doença e construindo uma sociedade saudável onde suscitar estas experiências também é educar para a cidadania com repercussões para a coesão social. Com efeito, os alunos tiveram a oportunidade de experimentar e simular situações de emergência médica, ficando a conhecer as manobras a executar, para estabilizar a vítima ou para a reanimar, em caso de paragem cardiorrespiratória (Suporte Básico de Vida – SBV; a Posição Lateral de Segurança – PLS).

Com esta atividade pretendeu-se dotar os alunos de conhecimentos mínimos e técnicas que lhes permitam identificar e responder eficazmente a algumas situações de emergência, como é o caso de presenciar um desmaio, encontrar alguém inconsciente perante uma situação de obstrução das vias aéreas ou socorrerem pessoas em paragem cardiorrespiratória, e assim poderem evitar uma das causas de morte mais comuns.

Read Full Post »

Deco escolas

Um vídeo de animação que explica o aquecimento global, segundo uma criança.

http://bit.ly/1hPpmNy

 

Read Full Post »

Está a decorrer uma ação de formação PRESSE para professores dos três ciclos de ensino, acreditada, de 25 h., com início a 5 de novembro de 2015 e término  a 19 de janeiro de 2016.

A ação enquadra-se no âmbito da implementação do programa de Educação Sexual PRESSE no 1º, 2.º , 3.º ciclos e ensino secundário do nosso Agrupamento.

Através de atividades dinâmicas ativas e participativas, têm sido abordados vários temas. Os participantes estão a dar o seu melhor, participando ativa e empenhadamente nas atividades.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Saúde oral

«A boca é o espelho da sua saúde»

A saúde bucal constitui tema de grande relevância, uma vez que se encontra diretamente relacionada com a manutenção da qualidade de vida. A condição de saúde da boca é afetada por diversos fatores, entre os quais se podem destacar: os hábitos alimentares e de higienização.

Mau hálito ou halitose?

O mau hálito ou halitose é causado geralmente por bactérias formadas na língua. Em diversos casos, uma simples mudança nos hábitos de higiene bucal pode amenizar o problema, começando com uma boa higiene bucal, escovagem da língua, uso do fio e visitas regulares ao dentista.

O hálito é alterado por problemas respiratórios, acidez do estômago, existência de cáries ou porque a sua higiene oral não está tão perfeita como devia, e mais simples que tudo… Escovar a língua todos os dias especialmente na porção mais posterior remove a maioria das bactérias que podem provocar este hálito alterado.

“O que fazer primeiro: escovar ou passar o fio dental?”

Esta é uma pergunta comum que fazemos muitas vezes.  A sequência não faz diferença, desde que se façam os procedimentos corretamente. Escovar e passar o fio são a melhor maneira de remover a placa bacteriana, causadora de cárie dentária nos dentes, e ajudar a manter uma ótima saúde bucal.

Além destes factores, a alimentação (o que comemos e bebemos) também influencia na saúde bucal. A relação de alimentos benéficos à saúde bucal é grande, são muitos os que têm tudo o que os dentes precisam para ficarem fortes, bonitos e saudáveis. Porém também não são poucos os que podem prejudicar o seu sorriso.

Consulta:

E-o-queijo-protege-os-dentes

Além-do-açúcar-há-outros-alimentos-desaconselhadosAs-pastilhas-sem-açúcar-provocam-cáriesAtenção-aos-sumos-e-refrigerantes

Read Full Post »

Friends throwing confetti in the air

Através desta campanha visa-se promover uma interação próxima com a população com o objetivo do reconhecimento das vantagens da adoção de comportamentos fisicamente ativos, em concreto, incentivar a população para a utilização de escadas ao invés de meios mecânicos.

Direção Geral da Saúde: https://www.youtube.com/watch?v=t8FCYgRskHQ

Read Full Post »

O consumo diário de fruta é um dos comportamentos mais importantes de uma alimentação saudável, porque a fruta contém nutrientes insubstituíveis. É, por isso, que a Organização Mundial de Saúde recomenda que se ingiram pelo menos três porções de fruta por dia.

 Como devemos comer a fruta?

Tal como acontece com o pequeno-almoço, os lanches são as refeições onde a preferência da criança tem maior influência na escolha dos alimentos que o compõem e por essa razão, é menos comum a ingestão de fruta nestas refeições. Daí a importância de a escola e os encarregados de educação incentivarem a ingestão de fruta e outros alimentos saudáveis numa das refeições que mais depende da preferência de cada criança, o pequeno-almoço e/ou o lanche.

Será que estou a comer fruta a mais?

Como em tudo na vida, o bom senso deve reinar no consumo de fruta. Se só comes 1 ou 2 peças de fruta por dia com certeza que estás a comer pouca fruta; se passas o dia a comer fruta e de cada vez comes mais do que 2 peças de fruta com certeza que estás a comer fruta a mais.

Consulta: http://www.heroisdafruta.com/p/perguntas-frequentes.htmlhttp

Aproveita o sabor inconfundível de uma fruta da época e prefere este alimento a outros sem interesse nutricional como bolachasbolos e sumos industrializados.
 Usa a imaginação!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

De acordo com um novo estudo publicado, os vínculos sociais podem contribuir para a longevidade tanto quanto praticar atividades físicas e manter uma boa alimentação.

Os vínculos sociais estebelecidos precocemente podem ser um grande aliado da saúde, de acordo com um novo estudo publicado recentemente na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences.

De acordo com a pesquisa, as relações sociais podem trazer benefícios concretos para a saúde e o bem-estar físico. Outro estudo americano, publicado no Journal of the American Medical Association, apontou uma relação entre solidão e o risco maior de ter doença de Alzheimerher.

Ter amigos faz bem à saúde, pois eles atenuam a solidão e proporcionam bem estar físico e emocional. O benefício que a amizade pode trazer para a saúde não depende da quantidade de amigos que se tem, mas sim da sua qualidade. A amizade é benéfica para a saúde e bem-estar, especialmente se for presencial. Através das relações de amizade as pessoas riem-se mais, exprimem mais emoções positivas, sentem-se mais apoiadas e otimistas e sentem que têm alguém em quem confiar em momentos difíceis.

 

Read Full Post »

Older Posts »